2. parte com grupo Brazilian Scrappers Orlando 2018!

2 dia Disney Springs Celebration movavi

E se todo dia fosse uma nova primavera? Estranho não é? Mas assim estávamos nós, cheias de primavera dentro da gente. E celebrando. A vida precisa ser comemorada. Porque é nossa. E porque mesmo que haja solavancos, ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade, disse o Drummond.  A gente ficava feliz se encontrando pelos corredores e contando algo. E por um simples desenho do Pateta. Por causa dele. Por causa da frase: “Eu estou celebrando”. Porque o Pateta é o melhor amigo do Donald. E nós estávamos assim. Meio patetas, meio donalds.

2 dia Disney Springs grupo balão movavi

Chegamos com nossos corações sonhadores…
Com entusiasmo de mais uma surpresa. O que estará programado para hoje?
Muitos clicks nesse universo mágico como a cidade dos “mojos”
Cada uma com suas preferências e descobertas.
Encaramos em cada momento tudo o que foi possível e espetacular
Uma com leveza, outra com alegria, mais outra com carinho, aquela lá com amizade, todas com união e muito respeito.
E as Brazilian Scrappers cada uma com seu jeito, com sua forma de ser curiosa e feliz, com suas buscas, ideias e sentimentos formavam um grande círculo, uma esfera… como o balão colorido…
Embelishments na terra do Mickey!!!
Dizem que tudo termina em pizza. Bom, nós resolvemos começar assim, para ver onde tudo isso ia dar. E com uma fome de anteontem. Sabe aquela hora em que você descobre que está com uma fome gigante, porque fica incontrolável na frente de uma pizza com aquele tomate vermelho e aquele queijo macio derretido pedindo para se acomodar na sua barriga? E ainda customizamos nossa pizza preferida! Hummmmmm…
E um silêncio raro na nossa viagem…

Blaze Pizza

2 dia blaze pizza em disney springs movavi

Blaze Pizza – Disney Springs.

O jeito foi dar um passeio e descobrir lugares novos para tirar fotos, Afinal, nós viemos aqui para guardar lembranças, não para comer pizza. Bom… um pouquinho antes parecia o contrário….  E quase fomos atacadas neste passeio por um perigoso dragão!!! Mas isto é outra história…

2 dia Disney Springs World of disney movavi

Qualquer pessoa pode escrever livros e livros sobre o Mundo da Disney. Nós fizemos diferente. Deixamos um lindo pedaço de nossa história. E levamos zzzilhões de boas lembranças. Brazilian Scrappers com suas malinhas cheias de oportunidades e as cabeças lotadas de sonhos respirando fundo para o EXTRAVAGANZA! E põe respirar fundo nisso. Quase uma sessão de ioga antes de entrar….

Gaylord Palms

2 dia Expo grupo movavi

2 dia extravaganza eu no banner movavi

Minha curiosidade não cabia dentro dessa pequena bolsinha que carregava. Estávamos prestes a entrar para a Mega Make & Take Extravaganza.
Quando entrei achei Cu-rio-so… todo movimento de como as americanas encaravam seus acessórios. Como são tão bem equipadas? Carrinho de golf, armário, malas, maletas e malões… Jisuis!!! Com tudo que tem direito. Muito material e novidades! O que diminuiu minha surpresa foi que percebi que até comprei um dedinho disso… rssss!.
Achei que nós brasileiras estamos muito bem, mas claro, sem competição… Me senti como um Tico-tico fora do fubá e dentro de Orlando, rs!!!.
Foi uma experiência maravilhosa de estilos e projetos diferentes. Vai além… Troca de experiências, fora e dentro do grupo. A proatividade , apoio entre os diferentes idioma e muitas dicas do dia a dia de trabalho  foram sensacionais!!! Como essa arte de Scrapbooking é  um feitiço tão encantador que junta tanta gente diferente vivendo os mesmos sonhos?
2 dia mesa extravaganze movavi

2 dia foto ampla extravaganza movavi

2 dia Extravaganza ca e lu movavi

Brazilian and American Scrappers. Uma pororoca de carinho!! Claro que não é possível explicar para elas o que é “pororoca”. Mas que elas viram isso, ahhh, viram mesmo! Foram tantas gentilezas, olhares carinhosos, sorrisos receptivos, tanta educação e dedicação profissional para que os visitantes (nóis i todo mundu) aproveitassem ao máximo o momento e o espaço. Deixa uma marca perfumada na alma da gente. Conhecer pessoas que parecem ter vindo ao mundo só para dar uma contribuição honesta para a nossa felicidade é uma experiência que todos merecem ter pela vida adentro…
Aguardem os próximos capítulos dessa linda história de pessoas diferentes, mas com o mesmo propósito “Scrapbook” Arte de Recordar…
Acompanhem e deixem seus comentários!!!
Beijos no coração,
Camila Camargo.

 

 

1. parte – chegada do grupo Brazilian Scrappers em Orlando 2018.

Para as amantes e apaixonadas por histórias, scrapbook, fotos e pessoas. A partir de hoje  estarei contando um pouquinho do que vivemos com o grupo Brazilian Scrappers em Orlando. O que senti nesses dias ao lado de pessoas que hoje fazem parte de um pedacinho intenso da minha história e alegria.
1. dia
Abrem-se as cortinas de balões mágicos e começe o espetáculo!!!

1 parte balões disney formatado

Quando cheguei ao aeroporto eu estava pensando: “Estou bastante entusiasmada com tudo o que está para acontecer. Como será que estão minhas brazilian scrappers?  Será que elas vão gostar de tudo o que preparamos? Será que estão tão ligadas no 440 como eu?”
Bem, em segundos eu iria descobrir. A festa do encontro foi incrível. As pessoas estavam iluminadas. Quando me perguntarem o que é expectativa eu vou responder: “Expectativa alta pode frustrar. Prefira sempre ficar com perspectivas.”
 Porque expectativas  são passivas. Dependem do mundo, das coisas, dos outros e não consideram imprevistos. Mas perspectivas não. Perspectiva é seu olhar, é o que você vê e busca. É aquilo para o que você se prepara. Perspectiva você desenha. É assim nos quadros e nas fotos. É a maneira como você olha, o que você enxerga e o que você vai fazer com o que vê. Haverá surpresas. Mas você sabe disso. Haverá problemas. Mas você também sabe disso. E haverá gente em volta. E aí é que  tudo começa mesmo a girar, a se mexer, a andar. Você pode se cercar de pessoas que conversem com você sobre o que estão vendo e possam te mostrar outra perspectiva. E ai você aprende, cria, muda, se muda, se envolve, se desenvolve.
Você se completa com gente boa com você. Como dizia o Mario Quintana:
“As pessoas não se precisam, elas se completam…não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegria e vida.”
Foi o que encontrei ao chegar. Complemento. Cada uma com seu jeito, com suas ideias, com sua fala e com seu silêncio. Com sua vontade de ir, de fazer, de descobrir, de olhar, de criar, de viver. E de fazer tudo isso juntas.
Tive a certeza olhando o brilho nos olhos de cada uma “senti”que as perspectivas para nossa viagem são ótimas.

1 parte chegada Orlando

O céu não é o limite
A gente nem percebe que está no céu quando está nele. Mas quando não está a gente fica olhando e dizendo: “Que céu lindo! Que céu fechado”.
Pois é. Mas no céu mesmo, é sempre lindo. São as estrelas dentro e fora do avião. Tudo brilha. Bom… algumas tentam roncar. Muitos planos.  Aeroplanos. Kkkkkk.
Flight Brazilian Scrappers Orlando 2018.

Flight Brazilian Scrappers Orlando 2018.

Chegando na porteira da fazenda do Mickey
Acho que se o carro falasse ele diria: “quanta mala! quanta foto! quanta conversa! se tem mais de uma brasileira e ainda por cima, scrapper, pronto: virou festa. Os nossos momentos de criança tomam conta da gente. Tudo novo. Os cheiros, as cores, os lugares, as pessoas, a língua, os sinais, o comportamento, pegamala-puxamala-aquelaéaminha!  E a gente ri até de tropeçar na gente mesmo. E fala enquanto pensa o que vai ser. E enchemos o scrapmóvel e vamos comer algo, que no estômago não tem ar nem para as borboletinhas.

1 parte malas carro

Segredo: ao sentar no avião a primeira coisa que me veio à kbça foi : “ai, ai, o Panera Bread”. Gente como eu gosto de comer lá. Comida natural, fresca, criativa, integral, leve, um super atendimento. E um chá gelado… e uma saladinha com frutas vermelhas e cookies. Afinal esta é a terra dos cookies.
1 parte Panera
E ai bora fazê check in. Conhecer o hotel, instalações o lugar e já ir passando pelos pedacinhos de sonho. Que meda da Roda Gigante!!! Eu não subo nisso, nunquinha!!! Sobe sim! Mas e se para lá em cima? Você vê a cidade toda e curte. No máximo, venta mais. Kkkkk. Ah não eu não. Ah eu, se puder, vou.
O hotel é o melhor do mundo. Sabem por que? Porque é onde nós estamos. E como diz o Gil: “o melhor lugar do mundo é aqui… e agora!” Tem piscina. Kkkk.  Todo mundo pensa que vai, mas nunca dá tempo. Sei lá. Uma boa nadada de manhã bem cedo torna o dia muito melhor….. E tem os “isnéquis”, o café, o time da recepção e um monte de gente cansadinha, derrubadinha,  com sono,  sonhando com um chuveiro e, mesmo assim,  rindo e falando sem parar.
1 parte hotel

Chegada no Hotel SpringHill com grupo Brazilian Scrappers!!!

Para tudo!!! Bora fazer compras. Mas já? Nem chegamos direito? É mas aqui quem fica parado é estátua de cera do Madame Tussauds. Nós vamos à Target e depois… supermercado, ebaaaa! Algo que a gente não faz desde o Brasil! Quero só ver caber tudo no carrinho… como é que eu empurro este carrinho até o Brasil? É o que vamos ver.
E muitas descobertas depois, algumas lágrimas, já começo a pensar no travesseiro e Extravaganza.
Anitta rápida: Prepara, que agora é hora…. FOI DADA A LARGADA PARA UM SONHO!!! SONHO? KI NADA!!! REALIDADE !!  VIRTUAL? NÃO, VISUAL!!  Mas é um sonho! Não é? Não é uma linda conquista. Vou falar disso mais para frente…
Aguardem os próximos capítulos dessa linda história de pessoas diferentes, mas com o mesmo propósito “Scrapbook” Arte de Recordar…
Acompanhem e deixem seus comentários!!!
Beijos no coração,
Camila Camargo.

Ai ai ai ai… Tá chegando a hora!

Collage 2018-04-19 22_59_10
Tudo começou com um sonho e o “mojo” de juntar pessoas e reverenciar a arte de recordar…
#sonho #juntarpessoas #agregartalento #viajar #descobrircoisasnovasnoScrapbook #ampliaracultura #formarparceiros #compartilharsonhoseprojetos #conectarpessoas #aprender #errareaprender #contarcomgenteboa #descobrirnovosparceiros #oportunidadedenovosprojetos
E acima de tudo…. Construir um trabalho sólido com uma marca que fosse reconhecida pelas pessoas, como sinônimo de respeito, carinho, criatividade, amor pelo que realiza e descobrir a importância de encontrar uma parceria verdadeiramente profissional!!!
Meu muito obrigada às nossas BRAZILIAN SCRAPPERS, às vésperas de desfrutarem o que está sendo preparado com muito trabalho e dedicação para estas pessoas que vão agora sonhar. Juntas.
@VidaAdentro Scrapbook @Vanessa Rubio Turismo @By Lú Ruzzi

Feiras no Brasil Scrapbook.

15 EXCRAPBOOK SHOW

A Brazil Scrapbooking Show chega a sua 15ª edição oferecendo o melhor da arte da decoração utilizando papel, fotos e acessórios. Venha conhecer as novidades, as novas coleções de papel, ferramentas modernas e cores que serão tendência para a próxima estação. Evento simultâneo à Brazil Patchwork Show.

Será de 04 a 07 de abril de 2018.

Para você que esta fora de São Paulo e mora em outro estado do Brasil, consulte  pacotes e roteiros especiais: Ingressos para feira, compras em São Paulo, e Crop em um ateliê especial!!!

Terei o prazer de ser seu guia nessa aventura!!!

Maiores informações: camila@vidaadentro.com

Saiba mais: Brasil Scrapbooking Show 2018

 

Mega Artesanal 2018

Só uma feira tão completa como a Mega Artesanal, pode oferecer infinitas oportunidades para quem gosta e faz arte e artesanato. São expositores, cursos, produtos, lançamentos, matérias primas, premiações, encontros, negócios e muito mais!

Será de 04 a 08 de agosto de 2018.

Para você que esta fora de São Paulo e mora em outro estado do Brasil, consulte  pacotes e roteiros especiais: Ingressos para feira, compras em São Paulo, e Crop em um ateliê especial!!!

Terei o prazer de ser seu guia nessa aventura!!!

Maiores informações: camila@vidaadentro.com

Saiba mais:Mega Artesanal São Paulo 2018

Divulgação da Expo Scrap Orlando na Revista Tudo!!!

É uma honra apresentar nossa matéria da viagem “Expo Scrapbook Orlando 2018” para a  REVISTA TUDO!!!
Uma das primeiras parceiras, amiga e apoiadora, desde o primeiro suspiro… Roberta Smilari. Agradeço imensamente o carinho, oportunidade de toda equipe TUDO!!!
Meu muito obrigada!!!

Capa Tudoartigo tudo

Saiba mais em:
revistatudo.com.br
Baixe seu APP gratuito: apptudo.br

 

 

Chamada para voo 24 04 18

ATENÇÃO, ATENÇÃO… última chamada para voo 24 04 18 direto para Expo Scrap Orlando 2018.

CONGELAMOS OS VALORES até 07/02/18.

Tivemos muitas solicitações para postergar o prazo e flexibilizar aéreo e terrestre. Como faltam pouquíssimos dias para fecharmos o nosso primeiro grupo de brasileiras na Expo Scrapbook Orlando 2018, façam já o seu check-in. Levem pouca bagagem, suas ferramentas básicas de scrap, passaporte muita alegria e disposição para essa oportunidade imperdível!!!

Importante: após essa data os valores serão diferentes.

Ficou assim:

01_02_1801_02_18 201_02_18 3

Você não vai perder, não é?

Mande seu e-mail e tire suas dúvidas: exposcraporlando@gmail.com

Organizadoras: Vanessa Rubio Turismo e Camila Camargo

 

 

Vamos fazer uma imersão para Scrapbook?

avião e mala flayer
Não é uma viagem COMUM a Orlando.
É uma IMERSÃO de Scrapbook, com aula exclusiva, visitas à Expo, compras em lojas especializadas, crops, surpresas, magia, muito recorte, papel, cola e tesoura!
Uma EXPERIÊNCIA única, que você poderá vivenciar conosco!
Nosso grupo já está formado e esperamos VOCÊ!!!. Vamos aproveitar a baixa do dólar e para todos os fechamentos entre 29 a 31/01 faremos condições especiais.
Consulte a partir de 29/01 e venha nesta experiência conosco.
Somente por e-mail
exposcraporlando@gmail.com
Vanessa Rubio e Camila Camargo

Um pouco da historia…Scrapbooks…

Foto do Livro: SCRAPBOOKS An American History. Jessica Helfand
Foto do livro: SCRAPBOOKS An American History – Jessica Helfand.

Scrapbooking (scrap = refugos, sobras, recortes – book = livro) significa a arte de criar álbuns da memória com o uso de fotos, papéis decorativos, etiquetas, entre outros itens. Sua história remonta há séculos e surgiu com a idéia de colecionar restos de papéis coloridos, de embalagens, cartões onde tudo era colocado em um álbum.

Os registros que encontramos dão conta que há álbuns de recorte desde o século dezessete. Anos atrás as pessoas já colecionavam seus recortes que possuíam significado e preservavam em álbuns. Mas a data exata que o scrapbooking surgiu não é definida.
Na história de scrapbooking, Thomas Jefferson estava entre o primeiro americano mais famoso a fazer álbuns de recortes. Ele criava uma série de álbuns cheia de recortes de jornal que falavam sobre seu mandato para referência futura.
Em 1825, foi impresso o primeiro livro de scrapbooking chamado ”The Scrapbook”. Incluiu idéias de como usar retratos e recortes de jornal para preencher um álbum em branco.
O scrapbooking tornou-se popular depois da publicação de um livro chamado “Manuscript Gleanings and Literary Scrap Book” (Compilamentos manuscritos e scrapbook literário) de John Poole em 1826. Este livro era uma coleção encadernada de poemas impressos e gravuras. Poole também incluiu conselhos sobre como conseguir organizar os scraps.

Foto do livro: SCRAPBOOKS An American History. Jessica Helfand.
Foto do livro: SCRAPBOOKS An American History – Jessica Helfand.

Os scraps eram pedaços de papel impressos, freqüentemente cobertos com desenhos enfeitados. Adesivos remanescentes dos scraps do século XIX ainda podem ser adquiridos em lojas de scrapbooking e em websites como o “violette stickers”.

A colecionadora de scraps visualizava quase todo material como “possível de se tornar scrap” e apresentava uma grande variedade de elementos em seus scrapbooks, incluindo recortes de jornais, anúncios publicitários, retratos de gravuras e pedacinhos de versos.
Nesta época a sala de desenho do scrapbook era o centro das discussões e trocas sociais na metade de 1800. Estes locais eram usados para compartilhar pensamentos e sentimentos e tornaram-se lugares para se gravar histórias familiares e memórias especiais.
Eram criados livros estimados que eram mantidos em família por muitos anos. Neste momento criar livros de recorte era moda entre os americanos de classe média.
É claro que os primeiros álbuns para recortes, nos anos de 1800, não continham fotografias, pois as máquinas fotográficas não existiam na época. As pessoas colecionavam citações, poemas, cartões religiosos, recortes de jornal e outros elementos que representassem algum momento especial ou pessoa querida.
As razões para fazer álbuns de recortes naquela época são as mesmas até hoje. Versam sobre expressar pensamentos e sentimentos. Preservar memórias, gravar momentos especiais das histórias das famílias. São estimados e mantidos por todos como um tesouro por muitos anos.
Com o aumento do interesse das pessoas pelo scrapbooking os fabricantes destes materiais correram para atender a demanda. Começaram a produzir uma enorme variedade de produtos que poderiam ser exibidos nos álbuns e outros tantos elementos que podiam embelezá-los, produtos estes que poderiam ser recortados e colados.
Não podemos deixar de citar que a invenção da fotografia mudou completamente o modo como as pessoas faziam seus álbuns de recortes. O ano de 1839 é conhecido como o ano de nascimento da fotografia, porém o processo não era muito comum.
Durante meados de 1857 as companhias começaram a produzir álbuns de couro com páginas pré-impressas e dedicadas a vários temas e estas páginas estavam fortemente embelezadas com imagens de pássaros e flores. Estes primeiros álbuns continham páginas para exibir fotografias e também páginas para fazer pinturas de aquarela e desenhos com lápis.
Com o advento da máquina fotográfica o antigo Scrapbooking se transformou, pois, a ele foram acrescentados fotos e coisas relativas a essas fotos, o que chamamos hoje de “memórias”, e também textos sobre o que as fotos significavam.O desenvolvimento de toda essa história do scrap chegou ao que conhecemos hoje como scrapbooking, que é a confecção de cada página que compõem um ou mais álbuns, sempre temáticos, contendo principalmente as fotos e relatos referentes a elas e também os enfeites que as tornam belas e artísticas.
Com a invenção de George Eastman, em 1888, da máquina fotográfica Kodak e filme em rolos ocorreu a revolução da indústria fotográfica inteira! Com a popularização da fotografia os álbuns de recorte também cresceram em registros e conteúdo, estavam cada vez mais voltados ao registro fotográfico. Também nesta época existia uma tendência para enfocar o estudo da genealogia reforçando a necessidade de criação de álbuns de recorte para gravação das histórias pessoais e familiares.
O scrapbooking começou a perder sua popularidade no início de 1900, devido às restrições econômicas que se seguiram à Primeira Guerra Mundial. A recessão que se seguiu, forçou muitas empresas relacionadas ao scrapbook sair fora dos negócios Mas foi nesta época que Mark Twain inventou um bloco de rascunho autocolante. É especulado o álbum era somente para valor visual, como ele não conteve nenhuma data ou journaling. Ele era um scrapbooker tão ávido que reservou seus domingos para seu passatempo favorito. Ele patenteou a sua invenção e por volta de 1901 podiam ser encontrados 57 tipos diferentes de álbuns Mark Twain, mas muitas pessoas preferiam fazer os seus próprios álbuns.

Mark Twain Patented Scrapbbok_1882

Fonte pesquisada Mark Twin’s

Caroline Preston

heritagemmakers

Os mórmons também influenciaram o desenvolvimento do Scrapbooking pois quando viajavam, enviavam às suas famílias fotos e outras lembranças de lugares que eles conheciam e seus familiares iam montando os”álbuns” , dai surgiu o nome “scrapbook” ou livro de retalhos

themormonscrapbook

Mormon Scrapbook

A produção em massa de álbuns de fotografia ficou um pouco adormecida em popularidade até o redor de 1940. Porém sempre continuou existindo através dos anos.
O ano de 1980 foi decisivo na história do scrapbooking moderno (usando materiais de arquivos e a tóxicos) pois neste ano Marielen Christensen compartilhou 50 volumes dos livros de memórias de sua família na Conferência Mundial sobre recordes, em Utah. Os álbuns geraram tanto interesse que a família Christensen seguiu até abrir a primeira loja de varejo de estamparia “Keeping Memories Alive” (Mantendo vivas as memórias) Keeping Memories. A partir de 1990, com a explosão de publicações sobre idéias e materiais que o scrapbooking ganhou velocidade e se tornou um dos mais crescentes passatempos da América.Graças a Internet o scrapbooking passa a ganhar popularidade no restante no mundo. O número de sites cresce rapidamente, assim como o de lojas. Tudo isto faz girar e crescer uma indústria cada vez mais promissora.
Hoje encontramos softwares que permitem a criação de páginas e álbuns em nosso computadores para que sejam publicados na Internet para compartilhar com a família e amigos, fazendo assim uma versão eletrônica de nossos conhecidos blocos de rascunho ou álbuns de recorte.

No próximo artigo falarei sobre as décadas atuais sobre essa arte que continua atravessando gerações.

Espero que tenha gostado dessa pitada empoeirada do Scrapbook.

Camila Camargo p/ VidaAdentro.